quinta-feira, 21 de julho de 2011

http://www.foraricardoteixeira.com.br/ #foraricardoteixeira



Entenda:

Pra começo de conversa, este site não tem como objetivo tirar o senhor Ricardo Terra Teixeira, mais conhecido como Ricardo Teixeira, do comando da Confederação Brasileira de Futebol. Afinal de contas, ele vem se dedicando à instituição por longos 22 anos. Isso mesmo: cinco mandatos de muita transparência e trabalho duro à frente da CBF. E essa história não terminará antes da Copa de 2014, quando este homem idôneo retribuirá a confiança do povo brasileiro com a mais organizada Copa do Mundo já vista na história deste país.

Por isso mesmo, resolvemos criar o F.O.R.A Ricardo Teixeira: um site de utilidade pública para todos nós, fãs do senhor Teixeira, ficarmos por dentro de tudo o que esse exemplar administrador está preparando para a grande festa do futebol mundial.

Mas por que F.O.R.A Ricardo Teixeira, se a intenção não é tirar este grande líder do poder?
F.O.R.A é apenas uma inofensiva sigla, que significa Feed Otimizado Relacionado a Alguém. E, nesse caso, o alguém é Ricardo Teixeira, soberano do futebol tupiniquim. Por exemplo, se quiséssemos saber da vida de um renomado político brasileiro, poderíamos criar o F.O.R.A Sarney. Mas como brasileiro gosta mesmo é de futebol, não vamos perder tempo com assuntos secundários.

Como funciona o F.O.R.A Ricardo Teixeira?
É simples: toda publicação com a hashtag #FORAricardoteixeira proveniente do Twitter (serviço de microblog que serve para as pessoas reclamarem em 140 caracteres) aparecerá por aqui. Ou seja, nenhum conteúdo presente nesse site é criação nossa. É a voz do povo. E todos nós sabemos que a voz do povo é a voz de Deus.

Saiba mais sobre sua história acessando o Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ricardo_Teixeira

Continue lendo >>

terça-feira, 12 de julho de 2011

Um tranco no barão da direita


MURDOCH & NEWS OF THE WORLD

Por Alberto Dines em 12/07/2011

Um episódio sem precedentes na história do moderno jornalismo: o fechamento do tablóide marrom News of the World (doravante designado como NOTW) e a prisão de duas figuras-chave, depois soltos sob fiança – sem qualquer passeata ou abaixo-assinado de protesto –, marcam uma espetacular virada nas relações mídia-midiados no mundo ocidental. O leitor-cidadão, afinal, percebeu o entupimento da rede de esgotos; a sujeira acumulada começou a escapar pelo ralo e macula o processo democrático, o sagrado direito de informar e, de roldão, a última profissão romântica.

Para avaliar as dimensões do acontecido convém anotar o seguinte:

** A imprensa não está no banco dos réus. Quem denunciou o escândalo não foi um governo autocrático nem uma polícia bolivariana: foi um jornalão de qualidade, o progressista The Guardian, secundado a sottovoce, meia voz, pelo conservador The Economist.

** Escândalo flagrado e denunciado, ninguém está clamando por mais controles sobre a imprensa. Em uníssono (até agora), todos exigem que a autorregulação saia da esfera do engodo e da fantasia para tornar-se real, efetiva, sobretudo rápida.

** É um equívoco considerar Rupert Murdoch como símile contemporâneo dos magnatas da imprensa do passado: sua linhagem não é a mesma de W. R. Hearst. Está mais para Joseph Goebbels. Murdoch é um caudilho da direita internacional empenhado em destroçar tudo o que o liberalismo político e o welfare state construíram ao longo do último século. O ex-premiê José Maria Aznar não faz parte de um dos Conselhos da News Corp. por seus méritos jornalísticos. Ele está lá por que é um expoente do reacionarismo espanhol até hoje empenhado em santificar Francisco Franco.

Bola de neve

** O fechamento do NOTW e seus inevitáveis desdobramentos não podem ser circunscritos às singularidades britânicas, nem sua associação com policiais eram exclusividade dos legionários de Murdoch. O editorial que introduz o especial do Economist sobre imprensa nesta semana deixa claro que outros tablóides usavam os mesmo métodos, talvez menos ostensivamente. Importa saber que Murdoch tem mais força política nos EUA. É o patrono da metade de um gigantesco país entregue a uma histeria conservadora que alimenta continuamente através do vale-tudo noticioso da Fox News (chamado de foxificação pelo Economist) que vence em audiência e faturamento as rivais CNN e MSNBC juntas.

** Na entrevista que concedeu à Folha de S.Paulo na segunda-feira (11/7), o antípoda de Murdoch, o fundador do El País Juan Luís Cebrian, lembrou que “jornais nasceram no começo do século 19... formam parte das instituições do mundo democrático... jornal é uma concepção de mundo. Da primeira à última página...” (ver “Google e Facebook são os concorrentes dos jornais”). Murdoch detesta os jornais-instituições, sua visão de mundo é diametralmente oposta. O jornal-instituição tende naturalmente para um processo decisório colegiado, minimamente consensual. É o que o déspota Murdoch mais detesta.

** Apostou na internet porque representava o fim da imprensa esclarecedora, iluminista. Preocupou-se mais em enfrentar a pirataria do Google (que se servia do conteúdo alheio para ficar com o total das receitas) do que em explorar vantagens digitais como ferramenta ou plataforma.

Há 20 anos que Rupert Murdoch ganha todas as paradas. Em algum momento o processo deveria ser barrado. Ou drasticamente revertido. Tudo indica que o momento chegou. A bola de neve pegou um dos mais perversos criadores de bolas de neve.

Continue lendo >>

domingo, 10 de julho de 2011

Proibido dar comida de graça


Pelo menos 21 pessoas foram presas pelo prefeito de Orlando, Flórida, por fazerem a caridade de alimentar mendigos daquela cidade. Buddy Dyer, o prefeito, considerou os ativistas de terroristas alimentar. As pessoas que foram presas são do grupo "Food Not Bombs".
Ler texto de Amy Goodman no Diario da Liberdade.

Continue lendo >>

sexta-feira, 8 de julho de 2011

As Maldades de Ricardo Teixeira



PARA: DANIELA PINHEIRO (Revista piauí)
DE: RICARDO TEIXEIRA (CBF/COL)

“Caguei montão [para as denúncias da imprensa]. O neguinho do Harlem olha para o carrão do branco e fala: ?quero um igual?. O negro não quer que o branco se foda e perca o carro. Mas no Brasil não é assim. É essa coisa de quinta categoria”

“Meu amor, já falaram tudo de mim: que eu trouxe contrabando em avião da seleção, a CPI da Nike e a do Futebol, que tem sacanagem na Copa de 2014. É tudo da mesma patota, UOL, Folha, Lance, ESPN, que fica repetindo as mesmas merdas.”

“Em 2014, posso fazer a maldade que for. A maldade mais elástica, mais impensável, mais maquiavélica. Não dar credencial, proibir acesso, mudar horário de jogo. E sabe o que vai acontecer? Nada. Sabe por quê? Por que eu saio em 2015. E aí, acabou.”

“Esse UOL só dá traço. Quem lê o Lance? Oitenta mil pessoas? Traço. Quem vê essa ESPN? Traço.”

“Só vou ficar preocupado, meu amor, quando sair no Jornal Nacional.”

“Quanto mais tomo pau da Record, fico com mais crédito com a Globo.”

“Tudo que ela pôs na matéria ela ouviu, o presidente falou mesmo, não tem nada de errado. Tudo que Teixeira tinha para falar, falou à piauí, disse agora à tarde, na Argentina, o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva.

Continue lendo >>

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Dignité-Al Karama - Mais um Flotilha da Liberdade


Além de serem pessoas muito solidárias ao povo da Palestina, os passageiros dos Flotilhas são também muitos corajosos.
O barco francês "Dignité-Al Karama" que tinha conseguido fugir ao bloqueio das autoridades gregas foi interceptado pela guarda costeira grega e está bloqueado na ilha de Creta. Os restantes navios continuam impedidos de partir para Gaza pelas autoridades gregas.
Mais uma vez a comunidade mundial fecha os olhos para a questão palestina. Não ajudam e nem deixam ajudar.
Fonte: Diario da Liberdade

Continue lendo >>

OBAMA não conseguiu salvar a vida de Humberto Leal Garcia


Humberto Leal Garcia foi executado por injeção letal pelo estupro e assassinato de uma garota de 16 anos.
Perry, governador do estado do Texas, rejeitou pedido de Obama e de várias outras autoridades de peso para que não executasse o mexicano. A morte do condenado, segundo autoridades do governo Obama, coloca em risco a segurança dos EUA, pois se trata de um estangeiro.
Possível candidato à presidencia dos EUA e grande defensor da pena de morte, Perry não hesitou e executou o mexicano.
Fonte: Guardian.Co.Uk

Continue lendo >>

BLOGSPOT MUDA PARA GOOGLE BLOGS


Clique na imagem para mais informações.
A Google vai mudar a marca de vários dos seus serviços mais populares, como o Blogger e o Picasa para facilitar as respectiva integração no Google+. O Youtube fica como está.
Fonte: Movimento Milenio

Continue lendo >>

NÃO É TROMBADINHA, NÃO É LADRÃO, NÃO É TRAFICANTE, SÃO OS POLÍTICOS DO BRASIL


Abaixo, a transcrição de trecho do diálogo filmado na sala de Alfredo Nascimento. Cuidava-se da liberação de verbas para a rodovia BR-010:

- Alfredo Nascimento: Já vou logo copiar aqui o pedido dele... Davi Alves da Silva Júnior, BR- 010, construção da travessia urbana...
- Valdemar Costa Neto:
... de Imperatriz.
- Davi Alves da Silva Júnior: Imperatriz, acesso a Davinópolis.
- Costa Neto: Já começou o projeto,
não é, Davi?
- Davi Júnior: Já.
- Costa Neto: Já estão contratando, já está na fase final, viu, Alfredo?... Por isso que ele [deputado Davi Júnior] veio aqui te agradecer.
- Nascimento: Ah!... É aquele negócio que tu me pediste?
- Costa Neto: É, é...
- Nascimento: Pra ele? [referindo-se ao deputado Davi Alves].
- Costa Neto: É...
- Nascimento: Rapaz, tu não tá nem no partido e já tá conseguindo arrancar as coisas daqui, imagina quando estiver no partido! [risos].
Na sequência da conversa, o ministro lê o texto do document que libera R$ 1,5 milhão para a obra. Assina o texto indicado por Costa Neto, que conduz a reunião.
- Nascimento: [lendo o documento] Informo que está sendo liberado nesta data limite adicional para movimentação do empenho, no valor de um milhão e meio de reais...
- Costa Neto: Um milhão e meio, você que liberou.
- Nascimento: [ainda lendo o document] ...Ação... Estudo de viabilidade e projeto de infra-estrutura de transporte, travessia urbana, na divisa das cidades de Divinópolis e Imperatriz.
- Davi Júnior: Davinópolis [corrigindo o nome da cidade maranhanse].
[…]
- Nascimento: É Davi ou Divinópolis?
- Davi Júnior: É Davi... Ah, que botaram Divinópolis aqui [olhando para o documento, é Davi... é Davi mesmo.
- Nascimento: Porra, você dono
 da cidade?
- Costa Neto: É Davi, por causa do nome dele, por causa do pai dele, o pai dele que fez a cidade, o pai dele era deputado federal, Alfredo.

Continue lendo >>

SAIBA O QUE É O RDC - REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÃO



Eduardo Militão

O texto da MP 527 aprovado nesta terça-feira (6) pelo Senado cria o Regime Diferenciado de Contratação (RDC). É uma opção para as prefeituras, governos estaduais e a União usaram quando se tratar de uma obra destinada à Copa do Mundo de 2014 ou às Olimpíadas de 2016.

Íntegra da redação final da MP 527

1. Contratação integrada, a nova licitação
Situação atual
Existem seis modalidades de licitação:
- Concorrência, para grandes obras
- Tomada de preços, para médias obras
- Pregão, para compras de materiais de consumo
- Convite, para pequenas obras e serviços
- Concurso, para trabalhos artísticos
- Leilão, para venda de patrimônio do Estado
Por regra, as contratações são parciais. Uma empresa fica com a estrutura, outra com a edificação e outra com o acabamento.
O que diz o projeto
Dá a opção à União, Estados e municípios de usarem o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) apenas para tocarem as obras da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. A principal inovação é a criação da “contratação integrada”, o chamado “turn key”, em que a obra é contratada por inteiro – projetos básico e executivo e construção – e deve ser entregue à administração pública pronta para uso.

2. Projeto básico e orçamentos
Situação atual
A lei diz que é o governo quem tem que fazer os projetos básicos das obras. Ou seja, tem que entregar aos licitantes um orçamento de quanto pretende gastar incluindo uma relação minuciosa dos materiais e mão-de-obra que serão usados em todo o empreendimento.
O que diz o projeto
Na modalidade da contratação integrada, o governo entrega apenas um “anteprojeto de engenharia” às empresas licitantes. A administração fará um orçamento interno, mantido em sigilo até o final da licitação, usando valores estimados com base em preços de mercado ou já pagos em contratações semelhantes ou calculados de acordo com outras metodologias. O orçamento sigilo ficará em poder dos órgão de controle o tempo todo, mas só será revelado à sociedade após a licitação.
Críticas
A Consultoria de Orçamento da Câmara diz ser difícil estimar o preço de uma obra sem um projeto básico ou, pelo menos, uma relação detalhada dos principais itens do empreendimento, como cimento, ferro, revestimentos, mão-de-obra especializada e terraplanagem. O Ministério Público entende que “objetos subjetivos” permitirão corrupção e superfaturamento. Já o presidente do TCU, Benjamin Zymler, se diz favorável ao anteprojeto de engenharia na licitação, mas entende que ele tem que ser bem feito. Caso contrário, a empresa poderá ter enorme vantagem em relação ao Estado – caso de superfaturamento. Ou ainda, o Estado poderá ter enorme vantagem em relação à empresa – casos em que a empreiteira pode começar os trabalhos e depois abandonar por falta de condições financeiras. A Advocacia Geral da União discorda e diz que o anteprojeto é suficientemente detalhado; além disso, o texto da proposta prevê julgamentos com critérios objetivos.

3. Inversão das fases da licitação
Situação atual
Nas grandes obras, é preciso se habilitar juridicamente primeiro antes de oferecer as melhores propostas numa licitação. Com isso, gasta-se longo tempo analisando papéis de empresas que sequer vão ter condições de executar o trabalho ao final.
O que diz o projeto
Primeiro, as empresas oferecem os lances. Só quem vencer a licitação é que vai ter que apresentar a documentação da habilitação. Para apressar essa fase, será possível usar um cadastro com a pré-qualificação permanente das empresas interessadas em participar de licitações.
Críticas
O presidente do TCU, Benjamin Zymler, entende que é preciso barrar “aventureiros”, aqueles que oferecem propostas irrisórias para vencerem a disputa a qualquer preço. Ele propõe que haja um valor-limite abaixo do qual o empresário terá que provar ter mesmo condições de executar a obra sem sair no prejuízo.
Zymler ainda defende um mecanismo do PLC 32/07 do Senado. Por ele, haveria três fases: a habilitação econômico-financeira (para barrar os aventureiros), a seleção das propostas e a habilitação jurídica (com a papelada burocrática). As empreiteiras são contra a inversão de fases.

4. Redução dos recursos
Situação atual
O licitante pode entrar com recursos contra o edital, depois contra uma empresa habilitada ou desabilitada e depois ainda contra uma empresa declarada vencedora. Cada recurso suspende a realização da licitação. Ainda há casos que vão parar na Justiça
O que diz o projeto
O julgamento dos recursos vai acontecer apenas no final, após a escolha do vencedor e a aprovação ou não de sua habilitação. De acordo com interpretação do PSDB, os recursos contra o edital não vão suspender o andamento da licitação.

5. Preço e qualidade
Situação atual
A lei diz que, quando o critério de escolha for preço e técnica, os pesos deverão ser de 50% para cada item.
O que diz o projeto
Na contratação integrada, o critério será sempre de técnica e preço. Poderá ser admitido até 70% de peso para um dos dois itens. O artigo 6º do RDC ainda diz que a “busca da vantagem” para a administração não será apenas preço, mas também benefícios diretos e indiretos, sustentabilidade ambiental, manutenção, depreciação econômica e “outros fatores de igual relevância”.

6. Aditivos
Situação atual
As empresas têm que cumprir o orçamento, mas, se provarem desequilíbrio financeiro, pode haver reajuste no contrato de até 25% para obras e até 50% para reformas.
O que diz o projeto
Apesar de o governo entender que os aditivos serão reduzidos com a contratação integrada, a MP 521 prevê ainda duas exceções para eles:
— por exigência da Administração Pública, no limite de 25% e 50%
— para recomposição financeira motivada por casos de força maior, como tragédias e enchentes, sem limites de aditivos
Críticas
Depois de críticas da oposição, o relator José Guimarães retirou do texto a exceção que permitia aditivos sem limites quando por necessidade de alteração de projeto a pedido da Fifa e do Comitê Olímpico Internacional (COI).

7. Bônus ou remuneração variável
Situação atual
A empresa que vence o contrato tem a obrigação de cumpri-lo exatamente como prometeu. Não há nenhum bônus se antecipar prazos ou usar tecnologias inovadoras.
O que diz o projeto
O governo poderá conceder uma “remuneração variável” às empresas que entregarem as obras antes dos prazos e se tiverem bom desempenho nos padrões de qualidade e critérios de sustentabilidade ambiental. O valor do bônus não poderá estourar o orçamento inicial do empreendimento.
Críticas
Consultoria de Orçamento da Câmara sugere que o teto orçamentário seja definido para não pairar dúvidas. Ele se refere à Lei Orçamentária Anual (LOA) ou ao orçamento sigiloso da licitação?


8. Aeroportos de outras cidades
Situação atual
Não trata desse assunto.
O que diz o projeto
Emenda aprovada e apoiada por Jovair Arantes (PTB-GO) e outros líderes permite que aeroportos de capitais a até 350 km das cidades-sedes se beneficiem dos mecanismos do RDC. Por exemplo: Goiânia, que não conseguiu sediar jogos, poderá fazer reformas em seu aeroporto com as novas regras, porque fica a 200km de Brasília, uma das cidades da Copa.

9. Publicidade
Situação atual
Praticamente todos os atos da licitação são publicados no Diário Oficial.
O que diz o projeto
Só os atos mais relevantes vão para o Diário Oficial – obras de mais de R$ 150 mil e serviços de mais de R$ 80 mil. O restante é publicado apenas na internet, na página de transparência da administração.

10. Comissão de licitação
Situação atual
(Sem informação)
O que diz o projeto
A maioria dos servidores que vão compor as comissões de licitação deverá ser de funcionários públicos efetivos ou celetistas.

11. Lista de obras da Copa e das Olimpíadas
Situação atual
A lei atual não é específica para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
O que diz o projeto
As obras referentes à Copa de 2014, Copa das Confederações de 2013, Olimpíadas e Paraolimpíadas poderão usar o Regime Diferenciado de Contratações (RDC). A lista de empreendimentos da Copa estará na matriz de responsabilidades da União, estados e municípios. A lista dos empreendimentos da Olimpíadas será definida pela Autoridade Pública Olímpica (APO). Caso não sejam definidas pela APO a tempo, serão escolhidas obras consideradas “imprescindíveis” para cumprir os compromissos perante o Comitê Olímpico Internacional (COI).
Críticas
A exceção das obras “imprescindíveis” pode abrir caminho para qualquer tipo de empreendimento.

12. Licitantes remanescentes
Situação atual
Se o vencedor desiste do contrato, o segundo colocado é chamado para executá-lo cobrando o preço do primeiro colocado.
O que diz o projeto
Quase o mesmo procedimento da lei atual. Entretanto, se nenhum licitante – segundo, terceiro, quarto, quinto colocados... - aceitar o preço daquele vencedor desistente, aí será chamado o segundo colocado, que poderá exigir o seu próprio preço para tocar a obra.

13. Endividamento de cidades-sede da Copa
Situação atual
Pela Medida Provisória 2185-35/2001, os municípios que estão com obras em andamento podem refinanciar suas dívidas acima do limite da receita líquida real. O prazo para usar esse benefício termina em junho de 2011.
O que diz o projeto
O prazo para refinanciar dívidas acima do limite quando houver obras em andamento é esticado até 31 de dezembro de 2013. Isso vai beneficiar os municípios-sedes da Copa do Mundo.

Fontes: Relatórios da MP no Congresso, Assessorias técnicas do PCdoB, PSDB e DEM, Ministério Público, empreiteiras, consultores de orçamento, auditores e membros do TCU, e promotores de Justiça.

Fonte: Congresso em Foco

Continue lendo >>

Quem vai assumir os ataques da OTAN?


A proximidade dos EUA e França com a Líbia, melhor dizendo, com Muammar Kadafi, colocam estas potências em saias justas. Quem está por trás dos ataques da OTAN na derrubada do ditador líbio?
As Grandes Potências acostumadas a terem países e ditadores sob seu domínio não sabem se portar nesta nova ordem mundial, onde as ditaduras estão caindo.
O welfare (bem estar) está em jogo, os EUA precisam de petróleo e os países europeus estão muito próximos de suas antigas colônias, sedentas por liberdade. Só a Itália consome 32% do petróleo da líbia.
A culpa dos ataques na Líbia é da OTAN, mas a OTAN responde a quem?

Fonte: The Atlantic

Continue lendo >>

quarta-feira, 6 de julho de 2011

As Vítimas da Fofoqueira Britânica NEWS of the WORLD


Tablóide britânico em busca de informações exclusivas saíram grampeando Deus e o Mundo. A Fifi impressa dos ingleses, News Of The World, provocou um escândalo nacional nesta quarta-feira ao ser revelado que o tablóide grampeou algumas famílias das vítimas do atentado ocorido no país em 2005.
Vários artistas do cinema já avisaram que vão entrar com processo contra o jornal do sheik da imprensa, Rupert Murdoch.
No site Guardian é possível encontrar muita informação sobre o assunto.
Fonte: AFP

Continue lendo >>

terça-feira, 5 de julho de 2011

Flip 2011


A 9º FlipZona começará amanhã e terá seu fim no dia 10 de julho. Além de inúmeras participações memoráveis, este blogue destaca a presença do jornalista Joe Sacco.
Nós o conhecemos através de seu primeiro "GIBI" Palestina Uma Nação Ocupada, Joe Sacco inovou com seu jornalismo em quadrinhos.
"Nas histórias em quadrinhos, contamos com a repetição das imagens para criar a atmosfera. O repórter-fotográfico está sempre atrás da boa foto - ele procura por um instante. Mas eu estou em busca de uma época" Joe Sacco

Veja a programação no site: Paraty on line

Continue lendo >>

Projeto MyCopter - Helicóptero pessoal


Europa está convencida de que o transporte aéreo individual é uma realidade.
O primeiro anuncio de tal projeto foi feito em 2010 com o Projeto PPlane.
Agora, o principal programa de financiamento de pesquisas europeu acaba de lançar o Projeto myCopter.
O projeto tem como principal finalidade resolver o congestionamento que atualmente é um dos principais problemas que grandes cidades do mundo enfrentam.
Ler texto no site Plano Brasil

Continue lendo >>

Casino Pão de Açucar e Carrefour Triângulo Amoroso


O concorrente do Carrefour na França, Grupo Casino, maior acionista do Grupo Pão de Açucar (CBD)pediu para que o BNDES não se envolvesse na fusão das empresas.
Desde o comunicado da fusão entre o Pão de Açucar e Carrefou, as ações do Grupo Casino começaram a cair.
Quem traiu quem?

Leia a matéria neste site: Mis Finanzas en Linea

Continue lendo >>

Por incrível que pareça climatólogos são perseguidos



O clima não está nada bom para os climatólogos internacionais. As conclusões das pesquisas feitas por esses cientistas não está agradando alguns governos e com isso está causando um grande mal estar na comunidade cientifica, pois estão sofrendo ameaças de morte.
Ler artigo na íntegra no Público

Continue lendo >>

Carlos Montes - Um Ativista classificado de Terrorista


17 de maio de 2011 uma ação coordenada entre SWAT, FBI e o Xerife de Los Angeles, invadiram a casa de Carlos Montes, co-fundador do “Brown Berets Chicano Movement“, (movimento de proteção aos imigrantes chicanos). Carlos dormia no momento em que os terroristas de estado resolveram invadir sua casa e saquear seus equipamentos e materiais de trabalho e luta.
Carlos Montes foi preso.
O ativista explica que há, pelo menos nos EUA, um marcante aumento do uso de ferramentas destinadas à luta contra o terrorismo, só que destinadas agora à imposição de opressão em cima de ativistas políticos:
“Os movimentos de protesto estão expondo e desafiando diretamente as linhas que o governo americano quer que sigamos”, diz Montes. Autoridades policiais continuam a caçar e subjugar sem uma justa causa. “É uma guerra contra a divergência”.
O julgamento do ativista foi 16 de junho. Procurei o que occoreu depois do julgamento mas não achei nada. Espero encontrar algo sobre a situação do ativista.
Fonte: Donpalabraze Hiperdimensão

Continue lendo >>

PERSEGUIÇÃO


Uma firma de contra-terrorismo espionou indivíduos que participaram da produção do documentário “Gasland” de Josh Fox. O filme foca no impacto que as perfurações em busca de gás causam para as comunidades locais.
Essa é mais uma das atitudes que os EUA tomam contra a liberdade dos cidadãos estadunidense.
Depois aparecem todos eles do governo na maior cara-de-pau dizer que os EUA é a maior democracia do mundo.
SINOPSE OFICIAL: Em maio de 2008, Josh Fox recebeu uma proposta de US$ 100 mil para deixar uma companhia de gás utilizar sua terra comercialmente. Ao procurar informação sobre outros proprietários que teriam aceitado o negócio, ele descobriu o quanto a prática trouxe doenças, contaminação da água, poluição e outros problemas para os habitantes de terras onde ocorre a produção de gás.

Continue lendo >>

PROIBIDO PROTESTAR COM GIZ


Nos EUA, na Pensilvânia, ativistas estão sendo acusados de terrorismo por escreverem slogans em calçadas usando giz.
Fonte: Hiperdimensão

Continue lendo >>

7º Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ)



O 7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ) acontece entre os dias 9 e 13 de novembro na Serraria Souza Pinto, com entrada gratuita. Homenageado a Coreia do Sul, o evento desse ano é uma ótima oportunidade para conhecer o trabalho dos artistas deste país e seus manhwas (termo geral coreano para designar quadrinhos, ilustrações e animações).

Para maiores informações: http://fiqbh.com.br/

Continue lendo >>

Jornalista britânico diz que governo Dilma deveria afastar Teixeira: 'Vocês não precisam dele'



Conhecido internacionalmente por suas reportagens investigativas, o jornalista britânico Andrew Jennings, autor de denúncias veiculadas pela emissora de televisão pública inglesa BBC contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ricardo Teixeira, entende que o governo da presidenta Dilma Rousseff deveria agir para o afastamento imediato do cartola.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, nesta terça-feira, pouco antes de participar da gravação do programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, que vai ao ar no próximo sábado, às 21h, Jennings lamentou uma suposta omissão do governo brasileiro em relação às denúncias contra Teixeira.

“Eu fico chocado que eles (do governo brasileiro) não estejam envolvidos. Vocês vão sediar uma Copa do Mundo. O que nós sabemos lá fora sobre o Brasil? Nós sabemos isso (tapa o nariz com o mão e insinua mau odor) por causa de Ricardo Teixeira. Não sou eu, é o que as pessoas pensam do Brasil. Se ele admitiu que aceitou propina, como pode administrar a Copa?”, disparou Jennings.

O jornalista da BBC revelou, em reportagem divulgada pela emissora recentemente, que Teixeira teria admitido suposto pagamento de propina na Fifa e tentado fazer um acordo com a Justiça da Suíça para barrar a divulgação dessas informações. Além disso, as reportagens apresentaram uma série de outras acusações também contra o ex-presidente da Fifa, o brasileiro João Havelange.

“Qualquer presidente faz isso, se há algum problema. O Brasil parece agir de forma estúpida. Vocês não precisam disso. Você s podem organizar a Copa sem Ricardo Teixeira”, continuou Jennings. “Ele é a única pessoa nesse grande país com habilidades suficientes para organizar uma Copa do Mundo? Isso é um insulto.”

Andrew Jennings destacou o “histórico de corrupção” do presidente da CBF e do COL e afirmou que já passou o tempo do afastamento do cartola. “Ele está lá pelo dinheiro, não pelo futebol. Teixeira tem um histórico de corrupção. Como ele pode ter o controle da Copa da Mundo em suas mãos?”, questiona.

“Ele está sendo investigado neste momento. Me desculpem, mas em qualquer outro país, se você está sendo investigado por corrupção, o presidente vem e diz: ‘Simplesmente vá embora. Não estou condenando você, mas vamos ver o que acontece após as investigações’. É tempo de dizer: ‘Ricardo, acho que você tem que renunciar, você não acha?” Se vocês não fizerem isso, outros escândalos virão”, finalizou Jennings.

O jornalista da BBC está em São Paulo para divulgar seu livro "Jogo Sujo - O Mundo Secreto da Fifa: Compra de Votos e Escândalo de Ingressos", com denúncias envolvendo dirigentes do alto escalão da entidade máxima do futebol mundial.
Fonte: www.espn.com.br

Continue lendo >>

Do Cielo ao inferno: o dia em que César vendeu a alma ao diabo



por Lúcio de Castro - ESPN

Farmácia em Santa Bárbara d` Oeste confirma de bate-pronto uma história surreal, que só suja a própria imagem. Sem endereço, nome conhecido, rosto ou fachada. Conhecida apenas por via dos médicos da Confederação de Natação. Mistura de substâncias no ato da manipulação como se estivéssemos falando de uma cozinha de pé-sujo da esquina. O médico-político de sempre para falar de doping e em nome do antidoping. A imediata absolvição da Confederação. A mesma Confederação que demorou anos para constatar o óbvio no caso Rebeca Gusmão, encoberta em sua depois comprovada fraude durante anos por um esquema que nem o mais ingênuo acredita não passar por gente alta.

O nonsense total de querer que se acredite que todos os outros envolvidos tinham tomado os comprimidos do mesmo frasco manipulado na farmácia que ninguém conhece. Mesmo atletas de clubes distintos. A inacreditável variação de punições para as mesmas faltas e mesmas substâncias: Cielo apenas advertido. Daiane e Daynara suspensas meses antes pela mesma falta e substância.

Poderíamos ir além em dezenas de questões para mostrar que é horrível ser chamado de bobo diante de tantas evidências. Mesmo assim, há que se respeitar o veredito. Se as evidências e provas foram desqualificadas pela entidade, resta-nos apenas seguir formulando perguntas, e não emitir vereditos ou fazer juízos. Não é a intenção desse texto bater martelo, dar o sim ou não.

Gostaria de abordar um outro aspecto. Sobre o qual posso ter absoluta certeza do veredito e dos desdobramentos: o episódio amarra César Cielo, campeão olímpico que surgiu com sopro de rebeldia e questionando as condições do esporte brasileiro. Faz com que troque de lado em definitivo: devedor de um favor a quem o absolve da acusação de ser um dopado, de conquistar resultados de forma ilícita, nunca mais dirá uma palavra sobre qualquer mazela do esporte nacional. Está desde a última sexta atrelado aos caprichos do cartola máximo da entidade do esporte que pratica. E rezará pela cartilha dele. Ali na esquina se diria que está com o rabo preso desde então.

Não é pouca coisa. É sim um aspecto pouco abordado desde o anúncio mas é algo que diz muito sobre o esporte brasileiro e o estado das coisas, mandos e desmandos. Sobre o modo de agir dos nossos cartolas e como se vão matando qualquer foco de possível inquietação. Que no caso de Cielo já havia dormido um pouco. Quem não se lembra do episódio onde botou a boca no mundo, detonou a natação brasileira, o trabalho feito aqui pela Confederação e foi então chamado pelo cartola Coaracy Nunes para um papo em salinha reservada do locar onde se disputava a competição. Ao sair, o discurso já era outro, mais ameno, e logo então foi anunciado novo patrocínio ao campeão. Sem julgamentos aqui, apenas uma constatação do que houve.

Agora o laço que se estabelece é maior. De dívida, de silêncio, de protetor e protegido. De cooptação. Mesmo que o preço seja o esporte brasileiro nadando em águas literalmente turvas. (Quem viu a entrevista de Marcelo Gomes no “Histórias do Esporte” com Joana Maranhão percebeu a vontade da nadadora em gritar algo que sabia errado).

Quem não se lembra do episódio Giba? O craque do vôlei tinha lampejos interessantes fora de quadra em alguns momentos, reivindicando premiação aos seus companheiros, condições melhores de calendário e viagem. Até o dia do fatídico doping, ainda que equivocado por princípio, já que não estamos falando de substância usada para obter vantagem. Mas naquele dia, na coletiva ao lado do cartola do vôlei, que trabalhara por pena pequena, a alma estava entregue. O agradecimento foi só a admissão.

Em breve veremos o discurso alinhado de César Cielo ao cartola a quem outro dia criticou. Será o preço a ser pago. A encruzilhada onde entregará a alma e onde muitas vezes o esporte brasileiro se perde na pasmaceira e no jogo de trocas no sentido menos nobre da expressão.

Mais triste do que a cada dia constatar que aquela nossa velha esperança de que é mentira ser impossível no alto nível do esporte chegar ao topo limpo em algumas modalidades, é ver mais um entregando a alma aos Coisas Ruins, pagando o preço da relação escusa, onde um encobre o ilícito e o outro diz amém e se torna mais um em uma engrenagem contaminada.

Por tudo isso, um dos grandes herois brasileiros dos últimos tempos perde um pouco do brilho. Novamente não falamos aqui em resultados e provas e sim de atitudes nessa engrenagem. Ao entregar a alma ao diabo em troca das benesses de um julgamento desigual, o heroi perde a condição que Homero preconizava para ser um heroi: poder atingir a excelência, que para os gregos era um conjunto de valores. Entre esses valores, sem os quais não se chega a excelência, está a Timé, ou seja, a honra.

Tal e qual Dorian Gray, Cielo vendeu a alma ao diabo para manter a foto na parede intacta. Pagará o preço a partir de agora em todos os próximos dias de sua vida.

Continue lendo >>

Como viver sem sacolas plásticas.


O jornalista e escritor Lucas Figueiredo relata sua agonia após o fim das sacolas plásticas na cidade de Belo Horizonte.

Trecho do seu relato:"DEPOIS DE 45 DIAS – As chances de você ter se tornado um junk plastic bag são imensas. Quando for ao sacolão, passará a acondicionar os legumes e verduras em várias sacos plásticos a fim de reaproveitá-los. (Esse também é um dado relevante: só as sacolas plásticas do caixa estão proibidas, os sacos plásticos – aqueles sem alça – que embalam alimentos in natura continuarão a ser “legais”). De repente, você se surpreenderá comprando legumes que nunca comprou antes só pela conveniência de ganhar um saco plástico.

Atenção: antes do advento do consumo consciente, você certamente amarrava a boca do saquinho plástico ao comprar berinjelas, por exemplo. Não repita esse gesto nunca mais. É grande a probabilidade de o nó inviabilizar o posterior reaproveitamento do saco.

Fique atendo também aos caixas do supermercado, que, ao passar a mercadoria na balança, pelo vício do hábito, tendem a dar o nó nos sacos plásticos. Explique a eles que você está matando cachorro a grito e que é capaz de cortar o dedinho esquerdo em troca de uma sacola plástica.

A agonia do jornalista está em seu blog, blog do Lucas Figueiredo

Continue lendo >>

TOSTÃO RECUSA DINHEIRO PÚBLICO


"Na semana passada, este homem teimoso e fiel a si mesmo driblou a vocação nacional para tomar dinheiro público e recusou uma proposta de aposentadoria oferecida aos ex-campeões mundiais de futebol de 1958, 1962 e 1970. O projeto tramita no Congresso sob o olhar vigilante de Carlos Alberto Torres, o ex-lateral direito e capitão do time que conquistou o Tri no México. Tostão disse que o Estado tem, ou deveria ter, outras prioridades. Carlos Alberto respondeu com um carrinho verbal. "É um demagogo. Ele teve mais sorte que os outros, é médico, não sei nem se é ele quem escreve aquela coluna lá no jornal. Mas tem gente que não foi preparada. Esse filho da p... deveria falar algum tipo de verdade", disse. Elegante, Tostão saltou sobre as pernas do adversário e, de cabeça erguida, disparou para o gol. "Não sou demagogo nem sou bilionário. Só entendo que o governo não pode pegar dinheiro e distribuir assim", disse. "E os campeões de outros esportes? Um artista que elevou o nome do Brasil também poderia pedir esse benefício?"

Nessa história sabemos quem realmente é o grande filho da puta.

Parabéns TOSTÃO

Fonte: blog da Lili Carabina

Continue lendo >>

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Falha de São Paulo





Os Tavinhos tiraram do ar o blog Falha de São Paulo dos irmãos Lino Ito Bocchini e Mario Ito Bocchini. Agora vai ser a vez dos meninos do Comédia MTV.
O jeito é os Tavinhos aceitarem a brincadeira para não passarem o ridículo de serem criticados pela sociedade, como foi no caso da bloqueio do blog.
Fonte: Comunique-se

Continue lendo >>

É Notícia - Rede TV




É Notícia é um programa que tem como entrevistador o jornalista Kennedy Alencar.
Kennedy Alencar,41 anos, cobre os bastidores da politica e economia em Brasilia desde 2000.
É Notícia é um dos melhores programas de entrevista da TV aberta atualmente.
Kennedy Alencar faz aquele jornalismo clássico onde suas opiniões e preferências não atrapalham o bom andamento da entrevista.
É Notícia é uma dessas coisas boas que a televisão ainda produz antes da sua caminhada para a auto-destruição.

Continue lendo >>

Blogueiro Marcado Para Morrer


Recebemos e-mail do Edemar Motta alertando a grave situação do blogueiro Antuérpio Pettersen Filho

Segue abaixo a ameaça que Pettersen vem sofrendo.

"Chamo a sua atenção para a matéria Julio Cesar: delegado é acusado de formar milícia no ES Veja se pode me apoiar divulgando o caso, pois estou ameaçado de morte."
Recebi este apelo do bravo guerreiro Antuérpio Pettersen Filho, que preside a Associação Brasileira de Defesa do Indivíduo e da Cidadania e edita o jornal eletrônico Grito Cidadão.
Veterano de muitas batalhas, o Pettersen é a última pessoa do mundo de quem possamos suspeitar de alarmismo. Afianço: a ameaça é séria e todos que puderem ajudar em algo, devem fazê-lo o quanto antes.
O motivo são as denúncias que ele vem fazendo contra Julio César Oliveira Silva, delegado de Polícia Civil que Pettersen acusa de ser remanescente do Esquadrão da Morte e continuar até hoje envolvido com o crise organizado.
Isto, aliás, se verificou também com seu extinto congênere paulista, desbaratado pelo promotor Hélio Bicudo. Inicialmente protegido pela ditadura militar, o bando do delegado Sérgio Paranhos Fleury perdeu o apoio da caserna quando Bicudo provou que nada tinha de justiceiro, apenas exterminando traficantes menores a soldo de um traficante maior, que queria eliminar a concorrência.


Eis a ficha do delegado Júlio Cesar, segundo o blogueiro:
"Até outro dia ocupando o cargo de Chefia Geral de Polícia Civil, (...) o delegado de Polícia Civil Julio César Oliveira Silva [é] egresso de breve carreira na Polícia Federal, (...) membro atuante da proscrita Escuderia Le Cocq, banida por determinação do Ministério Público, ainda assim, ocupante do mais alto cargo na hierarquia da Polícia Civil capixaba, famoso por suas ligações com o submundo do crime... [Agora ocupa] o cargo de delegado titular da Divisão de Promoção Social da Polícia Civil, órgão que maneja licenças médicas e afere legalidade para o porte de arma dos policiais civis, (...) onde tem menos visibilidade, (...) no entanto, vem o Delegado usando das suas faculdades para promover seus interesses pessoais e escusos".
Por estar na mira de inimigos extremamente perigosos, Pettersen decidiu encaminhar "pedido de medidas protetivas de vida ao Ministério Público Federal, próprias do Programa de Proteção a Testemunhas, a fim de que sejam tolhidos os que compõem a gangue que parece ter assumido o controle da Polícia Civil capixaba".


O alerta está lançado: nossa solidariedade talvez venha a representar a diferença entre a vida e a morte para Pettersen!

Continue lendo >>

Querem calar mais um blogueiro


O blogueiro Emilio Gusmão está fazendo seu papel de cidadão mas a dona Ângela Sousa, deputada estadual pela Bahia(PSC), não está gostando nenhum um pouco do seu serviço. Gusmão está denunciando o que está ocorrendo na secretaria de assistência social de Ilhéus.
O o Juiz Jorge Luiz Dias Ferreira está atendendo direitinho a deputada e já mandou o blogueiro Gusmão a retirar três postagens sobre o escândalo na secretaria de assistência social de Ilhéus.
Que venha o AI 5 digital do Eduardo Azeredo o mais rápido possível, porque depois vai ser difícil conter a blogsfera.

Continue lendo >>

Aquecimento Global: uma mentira conveniente



Este artigo escrito pelo Andrew Marshall Gavin e publicado no site Global Research em 15 de março de 2007, será sempre necessário enquanto ainda estivermos discutindo essa grande farsa que se chama "aquecimento global".
Artigo fundamental para sabermos o que está por trás desse assunto tão discutido nos nossos dias.
Fonte: Global Research

Continue lendo >>

Entrevista com Mariela Castro, sobrinha do Fidel



ENTREVISTA DE MARIELA CASTRO COM O PROGRAMA "A SÓS" DE ATUALIDADE RT, 2 DE JUNHO DE 2011.

"Elena Rostova: Quando falamos de Fidel Castro, o mundo inteiro imagina esse herói, essa figura legendária que ousou fazer frente contra o império norte-americano. Para você, é somente tio Fidel, ou segue vendo a ele como uma figura?

Mariela Castro: Não. Quando eu era menina, sim era tio Fidel, mas a medida em que, já depois da adolescência e da juventude, fui me dando conta com mais clareza de quem era Fidel, no sentido histórico e para o povo de Cuba, já comecei a vê-lo como Fidel, como todo mundo.

ER: E surgiu certa distância?

MC: Sim, surgiu uma distância com respeito e, além disso, me dignificava ver Fidel como líder e não como tio. Sentia que era mais digno. È como crescer e dar-se conta: essa pessoa não é teu tio, essa pessoa tem uma responsabilidade social que te coloca em uma relação diferente diante dele.

ER: Junto com sua família, você teve a oportunidade de ver grandes figuras do século XX, entre outros Che Guevara visitava sua casa. Como os olhos de uma menina viam-no? Que lembranças tem de Che?

MC: Causavam-me muita simpatia todos os amigos de meu pai. Todos pareciam-me preciosos, atrativos, desde muito pequena eu era muito comunicativa e queria estar perto [deles] para escutá-los falar. E eu tenho uma lembrança muito clara de Che. Uma vez estavam fazendo um churrasco, estavam todos reunidos ao redor da carne, conversando, ainda vestidos de verde-oliva, e a lembrança que eu tenho do Che é que eu gostava muito dele, e eu queria sempre chegar nele cuidadosamente para que meu pai não brigasse comigo por estar incomodando enquanto eles estavam ali conversando. E eu chegava feliz, iluminada onde estava o Che, porque lembro que era muito terno. Um homem muito terno que sabia tratar as crianças. E para as crianças isso é importante, as pessoas que sabem tratar. E eu tenho assim uma lembrança muito especial, fascinada de como era ele, de quem era ele, e todo o demais foi alimentando-se com as imagens posteriores, claro.

Mas quando eu contava essa cena a minha mãe, ela se surpreendia e me dizia: Como podes lembrar, se tinhas dois anos? Mas era assim mesmo, eu lhe descrevia toda a situação, que meu pai brigou comigo e então... "sim, foi assim mesmo, como é que podes te lembrar?", me dizia. Bem, as coisas especiais não se esquecem. Che era uma pessoa impactante.

Fonte: Diario Liberdade

Continue lendo >>

Noam Chomsky e Hugo Chávez


Chomsky desde que soube da prisão da juíza, fez de tudo para que Hugo Chávez a libertasse.
A situação da juíza Maria Lourdes Afiuni só foi conhecida pelo linguista em novembro de 2011.
Noam Chomsky tem lidado diretamente com o governo venezuelano sobre a libertação da juíza.

A seguir carta de Noam Chomsky à Hugo Chavez.

Trecho da carta: "Por isso quero fazer do conhecimento dos venezuelanos minha total solidariedade com a juíza María Lourdes Afiuni e manifestar meu compromisso inquebrantável com os esforços levados adiante pelo Centro Carr da Universidade Harvard para liberá-la. Ao mesmo tempo, mantenho alta minha esperança de que o Presidente Hugo Chávez considere um ato humanitário que ponha fim ao cativeiro da juíza". Noam Chomsky

Fonte: Folha.com

Continue lendo >>

A presa política de Hugo Chavéz



A juíza Maria Lourdes Afiuni está presa desde de dezembro de 2009.
Seu crime foi conceder liberdade ao empresário Eligio Cedeño.
A juíza desde então compartilha uma cela com 18 condenados.
Esse fato correu o mundo, e pedidos a favor de sua libertação foram feitos pelo Parlamento Europeu, Comissão das Nações Unidas sobre Detenção Arbitrária e organizações como Human Rights Watch, Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA e associações em todo o continente.
Hugo Chávez nega pedido da comunidade internacional para libertação da juíza Maria Lourdes Afiuni e rebate as críticas dizendo que a juíza é uma vilã pior do que o vilão(Eligio Cedeño).
" Dei a ordem de liberdade e meia hora depois estava presa. Ficou evidente que ele era um prisioneiro político, e agora eu sou mais uma. Não houve suborno. A acusação já cruzou meus dados bancários e os de Cedeño. Não encontraram nada. Muitos advogados que vêm me visitar dizem que desde que fui presa nenhum juiz quer tomar uma decisão por temor de represálias". Maria Lourdes Afiuni

Continue lendo >>

Wikileaks- Últimas notícias sobre Bradley Manning



Firedoglake- [Tradução de Diário Liberdade] Segue o relato de Brian Sonenstein sobre a atual situação de Bradley Manning, acusado pela justiça norte-americana de vazar documentos da invasão do Iraque para o WikiLeaks.

Olá leitor,
Eu tenho ótimas notícias de Bradley Manning. Ele foi retirado de seu abusivo confinamento na solitária de Quantico para uma nova cela em Fort Leavenworth, no Kansas. Ontem, o advogado de Bradley enviou este notificado para aqueles que o apoiam:

A aparência geral e o comportamento do Soldado de Primeira Classe Manning melhorou bastante. Agora é permitido ao SPC Manning manter contato regular com sua equipe de defesa. Ele recebe semanalmente informações por escrito, telefonemas e visitas de seu advogado de defesa. Além disso, recebe visitas regulares de seus familiares. Finalmente, o SPC Manning recebe também centenas de cartas de todos que o apoiam toda a semana. Ele deseja enviar seus sinceros agradecimentos a todos aqueles que gastaram de seu tempo para enviar seus pensamentos e reconfortos.

Você fez isso. Graças a você, Bradley deixou de ser forçado a se despir todas as noites em Quantico para levar uma nova vida em Fort Leavenworth. Nós encerramos a Campanha de Abuso e Intimidação que o governo estava aplicando, e com o seu apoio, nós vencemos esta batalha por Bradley.
Fonte: Diario Liberdade

Continue lendo >>

domingo, 3 de julho de 2011

A vantagem acadêmica de Cuba - Martin Carnoy


Por que seus alunos vão melhor na escola

Esta obra aborda os principais desafios enfrentados por muitos dos sistemas educacionais da atualidade, entre eles o brasileiro, e aponta uma forma eficaz de superá-los. Sem apresentar fórmulas mágicas e simplistas, nem tampouco recorrer à retórica ideológica, Martin Carnoy sai a campo em busca de evidências – e vai buscá-las na sala de aula, onde a qualidade da educação se materializa. A partir da mensuração minuciosa do que acontece em classes cubanas, chilenas e brasileiras, o autor chega a conclusões contundentes e instigantes sobre as razões da superioridade acadêmica de Cuba. Um livro indispensável na estante de qualquer brasileiro preocupado com a questão da educação no país.

Continue lendo >>

sábado, 2 de julho de 2011

Impasse persiste e NBA entra em greve ‘às avessas’; entenda a paralisação



Após meses de reuniões e conversas, jogadores e proprietários de franquias não entraram em acordo sobre um novo acordo coletivo de trabalho. Novos encontros estão programados para as próximas semanas, mas a NBA está oficialmente paralisada até que o conflito termine.

Enquanto o impasse segue longe de um final feliz, o UOL Esporte mostra a causa e as consequências da paralisação na principal liga de basquete do mundo.

EQUIPES QUEREM CORTAR SALÁRIOS, ATLETAS REJEITAM: MOTIVO DO IMPASSE

Atletas

A redução de 30% nos salários proposta pelos donos de franquias foi totalmente rejeitada pelos jogadores, que recebem em média US$ 5,7 milhões por ano. O aumento de receitas de transmissão no último ano é utilizado como argumento para rebater qualquer reajuste.

“Obviamente o relógio está correndo no que diz respeito se haverá ou não perda de jogos”, disse Billy Hunter, representante dos atletas. NBA e franquias

Cortar gastos é a ordem das franquias da NBA para a próxima temporada. De acordo com o comissário da liga, David Stern (foto), 22 dos 30 times estão no vermelho. O prejuízo em 2010- 2011 chegou a US$ 300 milhões, o que obrigou os proprietários a ‘apertarem os cintos’.

“Não estamos perto [de um acordo]. O que me preocupa é que realmente não estamos perto”, afirmou David Stern.

LOCAUTE: UMA GREVE ÀS AVESSAS ATINGE A NBA

A atual paralisação na NBA é chamada de lockout (locaute, em português), que é uma espécie de greve às avessas. Não são os empregados que pausam suas atividades, mas sim os patrões que os impedem de ter acesso a seus instrumentos de trabalho.

Com isto, ginásios e instalações esportivas ficam fechados e os atletas são impedidos de ter acesso às áreas de treinamento ou às equipes técnicas até que haja um acordo entre as partes.

O QUE É O ACORDO COLETIVO DE TRABALHO?

Atletas e proprietários de franquias discutem um novo acordo coletivo de trabalho. São as regras que definem a relação entre as partes nos próximos anos, como o teto salarial, os procedimentos para negociações e os critérios para enquadrar os atletas nas faixas salariais. O acordo anterior, formulado em 1999 e revisado em 2005, venceu na última terça-feira.

OS IMPACTOS DA PARALISAÇÃO NA NBA

Temporada 2011-12 em risco

O Dallas Mavericks pode não ter a chance de defender seu título da NBA no próximo ano. Com a paralisação, toda a temporada 2011-12 corre o risco de não acontecer, caso atletas e patrões demorem para entrar em um acordo.

Se o novo contrato coletivo for firmado com atraso, existe a possibilidade de redução de jogos na fase regular e a não realização do All-Star Game em 2012.
Seleções sofrem para ter atletas

A paralisação na NBA também tem influência nas seleções. Com a pausa, o valor dos seguros de saúde obrigatórios dos atletas dispara e torna-se inviável para ser pago pelas equipes nacionais.

Visando a disputa da Eurobasket e do Pré-Olímpico das Américas, as seleções ainda buscam firmar um seguro coletivo que lhes permitiria contar com os atletas que atuam na liga norte-americana.

Êxodo de atletas para outros países

Os contratos dos atletas com a NBA ficam suspensos durante o período de paralisação. Com isto, vários jogadores estudam atuar em outros países enquanto durar a pausa na liga.

Até mesmo o Brasil pode receber alguns atletas da NBA. Leandrinho afirmou que pretende voltar ao país enquanto a crise durar no basquete dos Estados Unidos.

PARALISAÇÃO NÃO É NOVIDADE NA NBA

Esta não é a primeira vez que ocorre um locaute na NBA. Em 1998, atletas e proprietários entraram em conflito e toda a temporada correu o risco de ser cancelada. Após longa negociação, as partes entraram em acordo em janeiro e a fase regular teve que ser reduzida a apenas 50 jogos por time (normalmente cada equipe faz 82).

Outras ligas dos Estados Unidos também já sofreram com problemas parecidos. Em 2004-2005, toda a temporada do hóquei no gelo foi cancelada. Atualmente a liga de futebol americano (NFL) está paralisada pelo mesmo motivo, mas a pausa ainda não afetou o início da próxima edição.

fonte: http://esporte.uol.com.br/basquete/ultimas-noticias/2011/07/01/entenda-os-motivos-da-greve-na-nba.htm

Continue lendo >>

Que vença o pior!



Excelente fábula.
Dois bois truculentos brigam à beira do charco.
As rãs correm para lá:
- Oba! Vamos ver quem ganha!
A rã mais velha aconselha:
- Melhor ficar longe. O vencedor continuará nos pisoteando, bebendo nossa água, comendo nosso capinzal. E quem perder cai em cima da gente.

"Mas Por que vem a memória essa fábula? Ah, sim. Eleições norte-americanas. Republicano contra democrata.
Melhor manter distância. O perdedor cai em cima da gente. E o vencedor continuará pisoteando". Mylton Severiano direto da enfermaria
Revista Caros Amigos – Ano IV – Número 38 – Maio 2000

Continue lendo >>

2 de Julho de 1952 Ernest Hemingway se matava com um fuzil


Ernest Miller Hemingway foi um escritor norte-americano.
Trabalhou como correspondente de guerra em Madrid durante a Guerra Civil Espanhola e a experiência inspirou uma de suas maiores obras, Por Quem os Sinos Dobram. Ao fim da Segunda Guerra Mundial se instalou em Cuba.
Hemingway era parte da comunidade de escritores expatriados em Paris, conhecida como "geração perdida", nome inventado e popularizado por Gertrude Stein. Levando uma vida turbulenta, Hemingway casou-se quatro vezes, além de vários relacionamentos românticos. Em 1952 publica "O Velho e o Mar", com o qual ganhou o prêmio Pulitzer
(1953), considerada a sua obra-prima. Hemingway recebeu o Nobel de Literatura de
1954.
A vida e a obra de Hemingway tem intensa relação com a Espanha, país onde viveu por quatro anos. Uma breve passagem, mas marcante para um escritor americano que estabeleceu uma relação emotiva e ideológica com os espanhóis. Em Pamplona, meados do século XX, fascinado pelas touradas, a ponto de tornar-se um toureiro amador, transporta essa experiência para dois livros: O Sol Também Se Levanta (1926) e Por Quem os Sinos Dobram (1940). Ao cobrir a Guerra Civil (1937) – como jornalista do North American Newspaper Alliance, não hesitou em se aliar às forças republicanas contra o fascismo.
Ainda muito jovem, decidiu ir à Europa pela primeira vez, quando a Grande Guerra assombrava o mundo (1918). Hemingway havia terminado o segundo grau em Oak Park e trabalhado como jornalista no Kansas City Star. Tentou alistar-se, mas foi preterido por ter um problema na visão. Decidido a ir à guerra, conseguiu uma vaga de motorista de ambulância na Cruz Vermelha. Na Itália, apaixonou-se pela enfermeira Agnes Von Kurowsky, sua inspiração na criação da heroína de Adeus às armas (1929) – a inglesa Catherine Barkley. Atingido por uma bomba, retornou para Oak Park que, depois do que viu na Itália, tornou-se monótona demais.
Volta à Europa (Paris), em 1921, recém-casado com Elizabeth Richardson, seu primeiro casamento, com quem teve um filho. Na ocasião, trabalhava para o Toronto Star Weeky e, em início de carreira, se aproximou de outros principiantes: Ezra Pound (1885 – 1972), Scott Fitzgerald (1896 – 1940) e Gertrude Stein (1874 – 1940).[1]
O seu segundo casamento (1927) foi com a jornalista de moda Pauline Pfeiffer. Com ela teve dois filhos. Em 1928, o casal decidiu morar em Key West, na Flórida. O escritor sentiu falta da vida de jornalista e correspondente internacional. O casamento com Pauline era instável. Nessa época conhece Joe Russell, dono do Sloppy Joe’s Bar e companheiro de farra. Já na década de 1930, resolveu partir com o amigo para uma pescaria. Dois dias em alto-mar que terminaram em Havana, capital cubana, para onde voltava anualmente na época da corrida do agulhão (entre os meses de maio e julho). Hospedava-se no hotel Ambos Mundos, em plena Habana Vieja, bairro mais antigo da cidade que se tornava o lar do escritor, e os cenários que comporiam sua história e a da própria ilha pelos próximos 23 anos. Duas décadas de turbulências que teriam como desfecho a revolução socialista e o suicídio do escritor.
Em Cuba, o escritor se apaixonou por Jane Mason, casada com o diretor de operações da Pan American Airways e se tornaram amantes. Em 1936, novamente se apaixona, desta feita pela destemida jornalista Martha Gellhorn, motivo do segundo divórcio, confirmando o que predisse seu amigo, Scott Fitzgerald, quando eles se conheceram em Paris: “Você vai precisar de uma mulher a cada livro”. Assim, Hemingway partiu para a Espanha, onde Martha já estava e, em meio à guerra, os dois viveram um romance que resultou no seu terceiro casamento. Quando a república caiu e a Europa vivia o prenúncio de um conflito generalizado, Hemingway retornou para Cuba com Martha.[1]

Em 1946, o escritor casa-se pela quarta e última vez com Mary Welsh, também jornalista, mas tímida e disposta a viver ao lado de um Hemingway cada vez mais instável emocionalmente.[1]

O tema suicídio aparece em escritos, cartas e conversas com muita freqüência. Seu pai suicidou-se em 1929 por problemas de saúde e financeiros. Sua mãe, Grace, dona de casa e professora de canto e ópera, o atormentava com a sua personalidade dominadora. Ela enviou-lhe pelo correio a pistola com a qual o seu pai havia se matado. O escritor, atônito, não sabia se ela queria que ele repetisse o ato do pai ou que guardasse a arma como lembrança.

Aos 61 anos e enfrentando problemas de hipertensão, diabetes, arteriosclerose, depressão e perda de memória, Hemingway decidiu-se pela primeira alternativa.

Todas as personagens deste escritor se defrontaram com o problema da "evidência trágica" do fim. Hemingway não pôde aceitá-la. A vida inteira jogou com a morte, até que, na manhã de 2 de julho de 1961, em Ketchum, Idaho, tomou do fuzil de caça e disparou contra si mesmo.

Fonte:Wikipédia

Continue lendo >>

Committee to Protect Journalists


Encontramos um site de proteção aos jornalistas. O site divide as notícias por continente, país e ano. Está é uma forma de nos informar sobre a situaçãohttp://www.blogger.com/img/blank.gif dos jornalistas e da imprensa no mundo.

A tradução é feita pelo google, mas dá pra compreender.

Committee to Protect Journalists

Continue lendo >>

2 de Julho de 1778 morria Jean-Jacques Rousseau



Rousseau foi um importante filósofo, teórico político, escritor e compositor autodidata suíço. É considerado um dos principais filósofos do iluminismo e um precursor do romantismo.
Livro obra-prima, O Contrato-Social.

Continue lendo >>

Irã não consegue segurar a mídia



De acordo com o jornal Le Monde Diplomatique o governo iraniano não está conseguindo censurar programas televisivos.
O canal oficial diversificou tanto seus programas, que é possível assistir produções estadunidenses. A juventude, como em muitas partes do mundo, são muito influenciados pela cultura ocidental.
Ahmadinejad não segura mais.
Fonte: Le Monde Diplomatique

Continue lendo >>

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Homem Manchete - Abilio dos Santos Diniz



Segundo a bíblia dos economistas, Financial Times, alguns aprendem sobre negócio em Harvard, Abilio Diniz aprendeu no cativeiro quando foi sequestrado por extremistas de esquerda em 89. Diz também que ele é o magnata mais ricodo varejo no Brasil.
Se o jornal estiver certo sobre a habilidade do mega-empresário é melhor Luciano Coutinho pensar bem antes de emprestar essa fortuna.
Fonte: Financial Times

Continue lendo >>

ME FODERAM !


Foderam Dominique Strauss-Kahn.
E agora?

No artigo do Guardian.co.uk, Richard Nelsson, monta os momentos em que Strauss-Kahn seria posto a prova

Primeira parte: Linha do Tempo

Sequência da trama: Hoje 01 de julho

Continue lendo >>

1º de Julho de 1876 morria Bakunin



Mikhail Aleksandrovitch Bakunin foi um dos expoentes do anarquismo.

Continue lendo >>

1º de Julho de 1916 - EUA cria a Lei Seca



EUA baniram o comércio de bebidas alcoólicas.
Al Capone foi um dos traficantes do líquido.

Continue lendo >>

O HACKER LIGOU PRA ELE


Alberto Fraga na foto

Presidente do diretório do DEM do Distrito Federal não denuncia crime porque poderia favorecer politicamente a vitima, Dilma Roussef, candidata a presidência na época.
Não surpreede que essa atitude tenha vindo do antigo PFL.

Entrevista com Alberto Fraga no Terra Magazine - Marcela Rocha

Continue lendo >>

Claudio Tognolli



“Mídia, máfia e rock’n’roll”, por Claudio Tognolli - Editora do Bispo

Claudio Tognolli é repórter especial do Consultor Jurídico e colabora para as revistas Rolling Stone, Época, Galileu e Caros Amigos. Já passou por Veja, rádios CBN e Jovem Pan, Jornal da Tarde, Notícias Populares e Folha de S. Paulo, por quem foi correspondente em Miami, nos Estados Unidos. Toda essa bagagem lhe mostrou várias práticas da imprensa, muitas delas condenáveis. É disso que “Mídia, máfia e rock’n’roll”, seu quinto livro, trata.

Download do Livro

Matéria completa no Portal Comunique-se

Continue lendo >>

Os abusos da Sodexo



Diariamente 50 milhões de pessoas são atendidas por algum tipo de serviço fornecido pela Sodexo (Sodexho­ Alliance), multinacional fran­cesa fundada em 1966. O grupo tem 380 mil funcionários e, no ano passado, faturou mais de € 15 bilhões.

Fonte: Revista do Brasil

Continue lendo >>

Hamas acusado de torturar homem até a morte




Grupos palestinos em Gaza estão pedindo uma investigação sobre a morte de um prisioneiro dentro de uma delegacia de polícia do Hamas.

A família de Ibrahim al-Araj dizem ter provas de que ele foi torturado depois de ter sido preso em um mercado na semana passada.
Al Jazeera relatórios Nadim Baba da Faixa de Gaza.

Fonte: Aljazeera

Continue lendo >>